18 maio 2015

Crítica Primeira Temporada Agent Carter

Lançado no começo desse ano de 2015, Agent Carter conta a história de Peggy Carter, o amor da vida de Capitão América e a história da série passa-se logo após a tragédia ocorrida com Steve, logo após a Segunda Guerra Mundial e com isso vamos vivenciar a vida de Carter, os problemas que ela passa por ser mulher, que naquela época a mulher nunca era vista, nunca tinha o papel igual ou próxima ao homem, sendo assim Carter enfrenta muitos preconceitos, não só ela, mas todas as mulheres que aparecem no decorrer da temporada.
No primeiro episódio vamos ver bem no início o Capitão América e a hora que ele acaba sofrendo o acidente, a partir daí vamos apenas acompanhar a história da Agent Carter em seu trabalho na SSR (Strategic Scientific Reserve) é uma agência que mais tarde será absorvida pela SHIELD, mas enfim... O caso é que ninguém naquela agência a considera como uma Agente, seu trabalho é apenas uma fachada, onde ela é aproveitada apenas para arquivas casos, receber telefonemas, preencher formulários, anotar pedidos de almoço, etc. Ela é apenas vista como a viúva de Steve Rogers.
Durante os episódios vamos acompanhar Peggy tentando ajudar Howard Stark a provar e pegar de volta suas armas que foram roubadas de seu esconderijo, pois ninguém acredita que Howard foi roubado e agora ele está sendo procurado por todos e a única que acreditou, sem muito acreditar nele foi a Peggy e vamos acabar acompanhando a temporada toda em que Carter tenta provar que Howard não é culpado. Com isso, vamos estar vendo Carter em ação, coisa que... Como deu para notar, ela não faz no seu trabalho na SSR. Vamos acompanhar Peggy tentando esquecer seu grande amor e passar a fazer o bem para as outras pessoas sem ser lembrada apenas como a viúva do Capitão América.
Vou dizer que a série começou como quem não quer nada, muitas pessoas não dariam, ou até mesmo não dão a mínima para o grande amor do Capitão América e depois de suas aparições em vários filmes que foram lançados recentemente e outros que ainda vem por ai, finalmente Agent Carter ganhou sua série e eu diria que veio para mostrar que ela também tem um papel importante na história toda.

Além da série nos trazer a heroína da história, ela nos traz Howard Stark que deu início a indústria Stark, e você fica tipo... “Caraca!”. E vamos também estar conhecendo Edwin Jarvis que é o mordomo de Howard e que mais tarde vai inspirar a inteligência artificial criada por Tony Stark e digamos que Jarvis é o único que realmente acredita e confia na Peggy e não acha que ela é apenas uma donzela indefesa e fácil de ser manipulada.
A primeira temporada já chegou ao fim, obviamente, mas a notícia maravilhosa é que foi renovada para a segunda temporada e quem assistiu a primeira deve ter amado essa notícia. O final dessa primeira temporada foi meio melancólico, afinal, Peggy Carter precisava esquecer seu grande amor para poder continuar seu caminho. Peggy com certeza é uma mulher forte, que não se importa nem um pouco se as pessoas, se o governo dão o mérito das benfeitorias que ela faz ou se acabam dando para outra pessoa, que é uma das coisas que a gente acaba presenciando durante a temporada. A primeira temporada é composta por 8 episódios e cada episódio tem aproximadamente 60min.


Agent Carter não é uma série chata de ver e acredito que você não precisa conhecer muito das HQs ou até mesmo ter assistido algum filme do universo da Marvel, porque a série se tornou uma coisa quase que separada dos filmes e você acaba entendo tudo que é preciso só assistindo a série mesmo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...